Natal conquista prêmio de inovação e sustentabilidade da Sudene e da ONU

Natal recebeu nesta quarta-feira (23), em Recife, o prêmio do Desafio de Inovação e Sustentabilidade do Projeto G52: Rede de Cidades Polo do Nordeste. Conferida pela Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste, em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU), a premiação foi entregue ao prefeito Álvaro Dias, em solenidade realizada na sede da própria Sudene. Natal ficou à frente de outros 51 municípios concorrentes.

Natal venceu com o projeto que visa a reduzir ilhas de calor na cidade, com a implantação de corredores verdes em áreas históricas e de vulnerabilidade social. Denominado “Cidade Para Pessoas”, o projeto inclui a instalação de painéis fotovoltaicos, implantação de pontos de energia e wi-fi gratuito nas paradas de ônibus que estejam no traçado desses corredores verdes. A proposta está alicerçada nos princípios da Nova Agenda Urbana (NAU) e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), cuja carta-compromisso também foi assinada por Álvaro Dias. 

Além de apresentar o plano vencedor, o prefeito natalense listou diversas ações empreendidas em sua gestão e que contribuíram para Natal somar a pontuação que o levou a vencer o Desafio G52 — Fortaleza ficou em segundo lugar e São Luís, em terceiro, no universo de 52 cidades-polo nos 11 Estados que integram a área de abrangência da Sudene. “Para muito além das grandes obras estruturantes, também fundamentais ao desenvolvimento de Natal, estamos dedicados a levar a efeito ações que, aparentemente de menor porte, também têm alcance decisivo na qualidade do dia a dia dos natalenses. O olhar, sempre preocupado com o presente, também está dirigido ao futuro da nossa cidade”, destacou Álvaro Dias. “Temos metas de expansão de áreas verdes, arborizadas e que proporcionem conforto climático e, no fim das contas, ainda contribuem para tornar Natal ainda mais bela”.
 
Dentre as políticas públicas elencadas pelo prefeito na Sudene e já em execução na sua gestão, destacam-se o programa de arborização Planta Natal, o Wi-Fi Natal (que promove a inclusão digital garantindo sinal grátis de internet em praças da cidade), a expansão de ciclovias, a requalificação de espaços públicos no Centro Histórico (como o Beco da Lama e o Espaço Cultural Ruy Pereira), além da abertura de áreas de convivência (como o Parque Ecológico de Capim Macio) e da reforma e construção de praças.
 
No mesmo evento, o prefeito Álvaro Dias confirmou a adesão de Natal à Agenda 2030 e à Nova Agenda Urbana, também encampadas pela Sudene e pela ONU. Natal se credenciou a integrar as duas agendas exatamente pelo destaque obtido no Desafio G52. A capital potiguar será uma espécie de laboratório das duas grandes agendas de desenvolvimento internacionais, além de ter sua capacidade institucional e dos recursos municipais potencializados por meio do intercâmbio de experiências e da construção em rede de projetos de desenvolvimento regionais e territoriais.
 
“Não podemos ficar de fora de nenhuma proposta que se dedique à promoção do desenvolvimento e ao enfrentamento da pobreza”, disse o prefeito, referindo-se aos propósitos dos dois programas. “Estamos preparando Natal para que a cidade esteja pronta a enfrentar os desafios que se impõem em nossos tempos e em escala planetária. Temos esse compromisso, não apenas com os dias em que vivemos, mas sobretudo com as gerações que estão por vir”.
 
Futuras parcerias
A secretária municipal de Planejamento, Joanna Guerra, cuja pasta coordena a participação de Natal no G52, explica que o resultado conquistado torna a Prefeitura apta a promover políticas de desenvolvimento urbano sustentável. “Nossas ações estão amparadas em modelos de governança compartilhada e sintonizadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU”, definiu ela.

O sucesso da Prefeitura no Desafio também possibilita que Natal seja mais bem avaliada e qualificada das gestões públicas em termos de participação e abertura, por meio de metodologias de governo digital e cidades inteligentes. “Entre os objetivos alcançados, adiciona-se a criação de núcleos de inovação e criatividade na área de atuação da Sudene para a superação de desafios urbanos”, completa Joanna Guerra.
 
Os 52 municípios participantes do Desafio da Sudene/ONU são estimulados a desenvolver a capacidade de planejamento, financiamento e desenvolvimento de projetos, governo digital e cidades inteligentes centradas nas pessoas. Tudo voltado à produção de uma cultura de inovação, que venha a auxiliar na construção de soluções criativas aos problemas enfrentados pela gestão pública.
 
Além da secretária Joanna Guerra, acompanharam o prefeito na cerimônia em Recife a secretária-executiva da Prefeitura, Danielle Mafra, o secretário municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, Thiago Mesquita, o secretário-adjunto de Comunicação Social, Marcos Alexandre, e mais os técnicos que participaram da elaboração do projeto que levou Natal ao primeiro lugar.

Published by

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s