Rafael Motta assume compromissos com reindustrialização do RN e atenção à saúde mental

Reindustrialização e saúde mental são dois dos compromissos assumidos com o povo potiguar pelo candidato ao Senado pelo PSB, Rafael Motta, dentro da série #RN2030, disponível nas suas redes sociais.

Entre as propostas de Rafael para a retomada do crescimento da geração de oportunidades estão a criação de um comitê pró-indústria, a modernização de processos e a otimização de potencialidades baseadas nas características naturais do Rio Grande do Norte e mão-de-obra qualificada.

Em relação à saúde mental, destacam-se entre os compromissos de Rafael o fortalecimento das políticas de saúde mental do SUS, aumento da disponibilidade de psicólogos e psiquiatras e de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

De acordo com Rafael, não há como pensar no Estado que queremos para 2030 sem falar em reindustrialização e na geração de oportunidades. “A nossa produção industrial está estagnada há mais de uma década e, no Governo Bolsonaro, perdemos ativos importantes da indústria petroquímica. Hoje, o RN representa menos de 7% de toda a produção industrial do Nordeste. Não podemos aceitar essa situação”, afirmou o candidato ao Senado.

Para enfrentar esse cenário, Rafael destacou a necessidade de criação de um comitê pró-indústria para buscar investimentos, melhorar estruturas para escoamento da produção e ousar, de modo a aliar ao potencial do Estado para a geração de energia limpa, a localização estratégica para a exportação e a mão-de-obra formada por instituições como a UFRN, a UERN e o IFRN. “Precisamos ousar. Por que não atrair a fabricação de carros elétricos para o nosso Estado? E modernizar a colheita de frutas, como a manga, para evitar desperdícios de até 70%? Por que não transformar o nosso Estado num ambiente de inovação, com negócios ligados à Tecnologia da Informação e à Economia Criativa? Um mandato no Senado com essa atenção pode abrir portas e fazer a diferença”, ponderou Rafael.

Saúde mental

Preocupado com o aumento no número de 25% nos casos de ansiedade e depressão em razão da pandemia, contexto de crise, desemprego, desinformação, estresse e incertezas sobre futuro, o candidato ao Senado Rafael Motta destaca a importância de uma atenção especial à saúde mental.

“No final de 2019, aprovamos a obrigação de contratação de psicólogos para escolas públicas. O governo Bolsonaro vetou, mas nós conseguimos derrubar o veto. Agora, falta investimento para fazer valer essa lei. Além disso, precisamos fortalecer as políticas de saúde mental do SUS, aumentando a disponibilidade de psicólogos e psiquiatras, e os Centros de Atenção Psicossocial, os CAPS. Estudos mostram que os jovens e as mulheres são os mais afetados e o poder público não pode ignorar essa realidade. Investir na saúde mental das pessoas é investir na saúde coletiva”, destacou Rafael Motta.

Published by

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s